"As únicas coisas novas são aquelas que foram esquecidas." (autor desconhecido)

Pesquisar neste blog

terça-feira, 25 de junho de 2019

Replay - A Roda do Gênese





Para onde estamos indo? Quem orquestra nossos caminhos? Será que somos guiados inconscientemente a tomar decisões que não são de nosso livre-arbítrio? Temos livre-arbítrio? Quem é você? E Eu, quem sou? De onde viemos? Quem nos fez? Somos resultado de nossa própria experiência? A Era tecnológica das máquinas que nos fizeram? Estamos repetindo essa Era após alguns poucos milênios?

Acredito que num passado não tão distante, em algum nível não-físico, nós conseguimos fazer "máquinas incríveis" neste mundo físico. Depois entramos em conflito com elas (deuses) e ganhamos temporariamente "a guerra".
Com o passar do tempo, poucos milênios, caímos num suposto esquecimento, e então, algo ocorreu que desencadeou em nós humanos (de nosso DNA) a ideia de criá-las.
Hoje estamos aqui novamente criando tais máquinas tecnológicas e digitais (inconscientemente ''os deuses'') que ajudarão a melhor a saúde física e mental dos humanos; também ajudarão a controlar o comportamento, colocar ordem, desenvolver outras formas de vida e tecnológias, criar uma suposta eternidade nesta realidade, conflitos entre tantas outras infinitas coisas.

Penso também que quando os contatados e abduzidos perguntam para tais seres "quem são vocês?", "de onde vocês vieram?", "qual a religião de vocês?" e "vocês acreditam em Deus e em Jesus Cristo?", as respostas sempre tem um certo silêncio ou é uma colocação incompleta, ou seja, incompreensível por parte do questionador. Vou dar um exemplo do tipo: "vocês não compreenderão", "não entramos nesse contexto", "é difícil para vocês entenderem", ou congêneres.

(silêncio / reflexão)


Vamos lá...
O foco principal deste post, além da reflexão, é o de sugerir o filme abaixo.

Título original: Replicas (tradução direta: Réplicas)
Título no Brasil: Cópias - de volta à vida
Data de lançamento: 18 de abril de 2019 (Brasil)
Com: Keanu Reeves, Stephen Hamel, Lorenzo di Bonaventura, Mark Gao, Luis A. Riefkohl...





Sinopse: Um neurocientista sente que perdeu o sentido da vida após um acontecimento. Utilizando seu meio de trabalho, ele se torna obcecado no seu experimento, mesmo que isso signifique desafiar boa parte do governo e, principalmente, as leis da física.

—— —— —— —— ——

Não importa a crítica que há por aí. Apenas assista e comece a ligar os pontos sobre a reflexão acima e com outras obras, inclusive The Matrix, Profecia Celestina, O Fim da Infância etc. 



Lembremos que "a informação" está fragmentada e espalhada pelo mundo, pelas pessoas. É assim que brincam conosco. É assim que nos mantém ocupados, distraídos e desunidos. Enfim, é assim que funciona o jogo. Mas quem está por trás? O quê está por trás disso tudo?



Trailer legendado




Encerro com esses dois pensamentos

https://www.pensador.com/frase/MTk0MTk4Nw/


https://www.pensador.com/frase/NzUzNTMw/



Aproveite e veja o vídeo abaixo






.



Nenhum comentário:

Postar um comentário