Pesquisar neste blog

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Relato: Manipulado através do medo

Atualizado em 28-06-2019 - 21h30


Relato

Gripe: No ano de 1996, teve uma campanha que também foi feita pela Unimed, para que as pessoas tomassem vacina. Usuários do plano de saúde poderiam tomar por um "preço acessível". Não recordo o valor exato, mas deveria ser 100 ou 200 reais.
Pois bem... naquela época eu tinha uns 20 anos de idade. Marquei horário num consultório no centro da cidade, paguei, assinei e recebi a tal da vacina.
Com receio da gripe que era tanto falada (publicidade) nos meios de comunicação e que te deixava numa posição (pressão) mais ou menos assim: "ou você toma ou você terá muito mais chance de morrer", acabei tomando. Era uma desinformação só. Aliás, ainda é.
Após uns 2 meses, tive uma "gripe" que não se parecia nada com gripe. Fiquei pálido, gelado, curvado (corcunda), um frio sem igual, não tinha forças para nada, mãos e pés brancos e com os dedos roxos, terríveis tremores... sincera e honestamente, eu era um defunto pouco pensante. Os médicos plantonistas e outros não davam um parecer. Era vago e sem respostas. Eram só remédios convencionais e só piorava. Até que alguém da família sugeriu para eu ir num médico mais próximo da família, confiável. Ligaram no consultório, mas ele estava viajando. Até que conseguimos o telefone fixo de onde ele estava, porém, não se encontrava. (Celular não era comum ainda.) Foi pedido que ligasse novamente em tal horário que ele estaria de volta. Dito e feito. Nesse momento eu mesmo fui ao telefone e liguei e ele me atendeu. Resumindo, contei tudo o que estava ocorrendo e ele me perguntou: "Você tomou a vacina para gripe?" Respondi que "sim". Ele só disse algo como: "Você vai tomar tal medicamento por 4 dias". Eu perguntei: "isso resolve?" Ele respondeu de forma direta e sem rodeios: "se isso não resolver, só a morte resolve". (Sério).
Enfim... quase morri mesmo!

Lembrança: Ou foi para ele ou para o farmacêutico que perguntei alguma coisa a respeito das injeções, se não me engano (vaga lembrança), mas tal medicamento era usado para tratamento de leucemia.

A partir de 1998 minha alimentação se tornou vegetariana

Após uns 10 dias ou pouco mais, aliás, após o medicamento (injeções) que tomei, tive melhoras... mas confesso que fiquei entre dois mundos nesse período. Esse daqui que é cruel e sofredor e um outro muito escuro e frio.

Após 2 anos de vacinas (era anual, se tomava em março/abril), nunca mais tomei. Mas tenho certeza, pois dentro de mim me diz que elas (vacinas) me trouxeram efeitos colaterais.

Problema, Reação, Solução

Por esse motivo e sem teoria ou mesmo conspiração, compartilho esse vídeo. Ele diz muito do que é preciso saber. E faça a gentileza de compartilhar.




Parte 2)


Obs.: Vale lembrar que há muito envolvido nas campanhas de vacinação. Desde leis, justiça, estado, canais de televisão, novelas, notícias (que não passam de publicidade) e outros. Mas a decisão é somente sua. Pelo medo, pela culpa, pela dúvida ou pela sua consciência.
Eu já decidi o que é bom para mim. Inclusive não tenho TV aberta e nem fechada desde 2004, pois tenho absoluta certeza que ela manipula sem que você saiba.
Fábio Ibrahim


Ilustração



.

Um comentário:

  1. Para refletir e saber o que estão jogando dentro de nós,nossos filhos e familiares

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...