Google+ Followers

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Ufologia: um comentário

Um comentário...



Quando iniciei no mundo ufológico, no meio da década de 90, mesmo sem internet parecia que as pesquisas eram mais abrangentes e sérias. Era uma maravilha poder se encontrar e participar nos grupos, tendo sempre alguma novidade ou um novo membro com alguma experiência para compartilhar. Sem dizer nas inúmeras vigílias que pude realizar estando com mais pessoas e dezenas de centenas estando sozinho.
Hoje, com toda a condição que a internet proporciona, não se tem mais novidades.  Se vê e se lê muita mentira e além de tudo: há um imenso distanciamento das pesquisas e principalmente das pessoas. 
Pude perceber num período de aproximadamente 10 anos pra cá, uma decadência no meio ufológico muito grande. Uma pena, pois através da ufologia, muitas portas se abriram para mim - tendo como um grande 'start' uma experiência que marcou muito - uma em 1998 e outra em 1999. Mas tudo começou mesmo no final de 1985 - quando estourava o comentário do Cometa Halley, que passaria então em 1986. Naquela época eu estava com 09 pra 10 anos de idade. Estávamos em aproximadamente 07 pessoas - na chácara do meu pai - no início de uma noite de céu límpido. Naquela noite avistamos no céu duas 'luzes' (ou objeto) de cor metálica, onde um seguia o outro em altíssima velocidade e fazendo movimentos impossíveis pelos meios humanos. Tal experiência fez acender dentro de mim um desejo e uma busca, que mais tarde, começara pelas experiências ditas "extra-sensoriais" e dentre muitas outras - como projeção astral, premonição e vidência. (Atenção: essas faculdades são inerentes ao humano em geral.)
Mas que maravilha era quando se falava no assunto, que, de certa forma, ainda existia grande receio (ou até preconceito) das pessoas. Mas estas, mesmo com suas resistências, sempre ouviam e no final acabavam te procurando para relatar suas experiências.
Era algo incrível... que poderia ter publicado já naquela época. Mas não era o objetivo.
Porém, hoje, vejo que muitas coisas que estão tão acessíveis não tem conteúdo, não tem valor, não tem veracidade e não tem o principal: o contato humano e o "olho no olho".
Era (e ainda é) uma viagem fantástica num mundo desconhecido. Viagem esta de exploradores limitados que somos, mas que, com tais experiências, novas portas se abriam e caminhos da percepção se desabrochavam - onde podíamos trilhar nesses caminhos rumo à imaginação criativa e realista existente em muitos planos - ainda incompreensível ao homem racional (em sua maioria).
Embora toda a ciência existente hoje, mesmo com todo aparato tecnológico para a busca de outros mundos, devemos levar em consideração que na Terra, a tecnologia evoluiu sim, mas o homem, praticamente, continua o mesmo de sempre. Talvez uma pequena parcela abriu o campo da visão (percepção) para assuntos cósmicos; conseguindo também dominar parte do próprio ego - que geralmente nos mantém cegos.
No mais, a evolução também se dá em outros planos e com isso, as coisas podem até se dificultar através da busca pela ciência comum.
No decorrer desses anos todos fui deixando o contexto religioso (religião), pois percebi que a religião (dos homens) separa o que não se deve separar - então pude perceber que, se nos alinharmos física e emocionalmente, podemos acessar outros mundos sem precisar de tecnologias criadas por nós.
A maior tecnologia existente na Terra e que a maioria ignora (pois procuramos praticamente tudo fora) se chama "corpo humano" em sua totalidade. Essa é a maior ferramenta tecnológica que temos e que, pode ser desde um simples aparelho digestivo, máquina de guerra e amor, como também uma "nave" que possibilita transitar em muitos mundos, habitados ou não. Mas há uma "tecnologia" que supera todas: "a alma". Infelizmente muitos não acreditam nisso, podem até dizer que é uma "paranoia". Mas na antiguidade (inscrição no oráculo de Delfos, atribuída aos Sete Sábios - 650a.c.) já diziam: "Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo." Embora esta frase tenha tido várias interpretações, hoje, ou melhor, mais recente, tivemos uma outra, atribuída à conhecida Bianca, esta que por sua vez teve contato com um ser denominado Karran e que disse o seguinte para ela: “saia de tua matéria (corpo físico) e verás que tu és a mente que pode ver, que pode sentir, aprender e raciocinar, então poderás entender que a matéria é somente uma parte tua e não totalmente você.”. Desde então, Bianca (Maria da Aparecida de Oliveira) tem transmitido o conhecimento recebido por Karran.
Embora tudo isso, posso afirmar, pelo menos para mim, que a maior busca de todas realmente está de dentro para fora, mas em outras palavras: de dentro de você para outros mundos, outras realidades. Por isso que esse mundo que vemos aqui através dessa matéria é chamado de Maya, ou seja, ilusão.
É o momento de nos libertarmos dele, mas não de deixá-lo. Digo "libertar" no sentido de conhecer outros mundos, pois se esperarmos a tecnologia avançar, de nada adiantará, pois só com a tecnologia pronta não saberíamos por onde começar e qual caminho percorrer. Seria como "um tiro no espaço sideral". Além do mais, nosso corpo físico não suportaria em transitar pelo universo, principalmente em grandes velocidades. E através da autoconsciência (viagem astral etc) poderemos conhecer nós mesmos e descobrir as ferramentas que sempre estiveram (estão) disponíveis e que nunca nos disseram de nossas capacidades.
Lembre-se: Tudo que criamos, antes passa por um pensamento.
Sendo assim, nosso corpo e nosso mundo passou por um grande pensamento antes de ser criado. Matrix? Maya?... chame-o como quiser. Mas antes de manter uma conclusão concreta sobre tudo e sobre todos, conheça a si mesmo.
Autoconhecimento!

Fábio Ibrahim El Khoury


PS: 1) No decorrer desses anos todos, conheci muita gente incrível. Aliás, continuo conhecendo.
2) Foi no final dos anos 90 que criei o CEPUA (Centro de Estudos e Pesquisas Ufológicas de Amparo-SP). Em janeiro de 2010, através de uma experiência de viagem astral consciência, resolvi organizar o ENCONTRO CÓSMICO, cujo objetivo é justamente o de levar a informação para o despertar da consciência. No ano de 2013, resolvi organizar mais um evento, porém, com foco na ufologia e espiritualidade, este denominado UFOCIRCUITO.

Curta a página do Encontro Cósmico no Facebook
Participe do grupo Encontro Cósmico também no Facebook
Curta a página do Ufocircuito no Facebook


Download do livro: "As possibilidades do infinito" - Bianca


Sugestão de vídeo:
PROGRAMA VIDA INTELIGENTE - CLAUDEIR COVO - UFOLOGIA À LUZ DA CIÊNCIA

Claudeir Covo - considerado o maior ufólogo brasileiro (In Memoriam)

.

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vídeos

Loading...