Google+ Followers

Pesquisar neste blog

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Fundador do Wikileaks se entrega á polícia da Grã-Bretanha

Para quem está acompanhando, já sabe... e quem não sabe sobre Wikileaks, é bom se informar...

Eles querem mostrar/revelar a sugeira que existe nos governos...
Uma boa, não?

Segue matéria de hoje...




07/12/10 - 12:35 > INTERNACIONAL
LONDRES - O australiano Julian Assange, fundador do site WikiLeaks, se entregou à polícia britânica nesta manhã de terça-feira (7) e comparecerá ao tribunal da Corte de Westminster, no centro de Londres, às 14h locais (12h no horário de Brasília).

Do lado de fora do tribunal, localizado na Rua Horseferry, ao menos 30 fotógrafos e jornalistas internacionais fazem guarda para obter declarações de Assange.

Cerca de 11h30 locais (9h30 no horário de Brasília), um caminhão branco com vidro escuro, que supostamente levava o fundador do WikiLeaks para dentro do local, entrou por uma porta lateral do edifício da corte.

Um porta-voz da Polícia Metropolitana confirmou que a Unidade de Extradição da Scotland Yard "prendeu Julian Assange por parte das autoridades suecas por acusações de violação".

O australiano, de 39 anos, tinha um mandado de prisão da justiça da Suécia, acusado de ter abusado sexualmente de duas mulheres em agosto deste ano.

"Ele é acusado pelas autoridades suecas de uma acusação de coerção, duas acusações de abuso sexual e uma de violação, todos [os crimes] supostamente cometidos em agosto de 2010", informou um comunicado oficial.

Ao saber da notícia por meio dos jornalistas, o ministro de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, disse que "não sabia [da prisão], mas parece uma boa notícia".

Seu advogado, o inglês Mark Stephens, criticou as autoridades suecas por não terem aceitado a proposta de seu cliente para um encontro entre ambos desde agosto. De acordo com o advogado, Assange tinha tentado conversar com as autoridades da Suécia para conhecer os crimes que o acusam.

Ele afirmou que seu cliente está interessado em conhecer em detalhes as acusações às quais responde e está "ansioso" por limpar seu nome". "É hora de sabermos a verdade, tenhamos justiça, respeite-se a lei. Julian Assange foi o primeiro a limpar de forma enérgica seu nome", declarou o advogado após a prisão.

A prisão do fundador do WikiLeaks ocorre em meio à série de revelações dos documentos secretos do Departamento de Estado norte-americano divulgados desde a semana passada pelo site, que têm causado uma série de polêmicas.

Nesta segunda-feira, o chanceler britânico, William Hague, criticou o site por publicar uma lista de links delicados para a segurança dos Estados Unidos, inclusive alguns na Grã-Bretanha, e destacou que estes lugares poderiam ser, agora, banco de dados de grupos terroristas.

Em agosto, o WikiLeaks já havia divulgado 75 mil documentos secretos dos Estados Unidos referentes à guerra do Afeganistão, que revelavam abusos das forças norte-americanas e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) contra a população civil.

A ex-candidata à vice-presidência norte-americana, Sarah Palin, chegou a qualificar Assange como "um operador anti-Estados Unidos com sangue em suas mãos".

Segundo o jornal inglês The Guardian, um dos cinco meios internacionais que divulgou os documentos secretos revelados pelo WikiLeaks, está previsto que o site de Assange publique hoje um comunicado em vídeo gravado pelo australiano, e é possível que a organização decida publicar todos os telegramas secretos que ainda não foram divulgados. 

Fonte: DCI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vídeos

Loading...