Google+ Followers

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Ajuda de ETs para curar pacientes

Professor de História acredita que pode ajudar pessoas a se livrarem de doenças com dicas passadas por extraterrestres


por Marianna Aguiar

Professor de História Gibran Chequer, 24 anos, quer ajudar as pessoas a se curarem de males físicos e psicológicos por meio de informações passadas por seres extraterrestres.

Há 10 anos, Gibran faz parte do Projeto Portal, que estuda ciências paralelas e os extraterrestres, e diz que é possível promover a cura com o aumento da capacidade do cérebro. Segundo ele, o ser humano teria o cérebro "a t ro f i a d o".
Nas conversações com os parceiros, como prefere chamar os seres extraterrestres, Gibran conta que eles mostram conhecimentos sobre o corpo e a mente. Segundo ele, por meio de um estudo avançado das capacidades paranormais do cérebro seria possível interferir na realidade.
"A principal mensagem passada por eles (extraterrestres) é que os humanos têm de estar preparados para o encerramento de um ciclo."
Isso, segundo Gibran, vai acontecer no planeta Terra nos próximos três ou quatro anos, mas ele ressalta que o processo já está ocorrendo e pode ser percebido pelas alterações climáticas.
Urandir de Oliveira / Projeto Portal
Conforme ele explica, seria preciso buscar equilíbrio físico, mental e emocional.
De acordo com Gibran, a atividade física tem poder de acelerar as cargas elétricas das células do corpo que ajudam no equilíbrio imunológico.
"A humanidade está muito doente e alienada. Queremos levar esse conhecimento para o maior número de pessoas e ajudá-las a manipular suas energias para a cura espontânea e instantânea, tanto emocional como física."
O próprio Gibran afirma que já viveu uma experiência de cura com o poder da mente. Ele explica que estava com o tornozelo torcido e sem poder encostar o pé no chão por três semanas. Ele conta que o fundador do projeto, Urandir de Oliveira, colocou as mãos no local e, unindo as energias dos dois, o fez andar.


Gibran Chequer


QUEM É ELE
> IDADE: 24 anos
> NATURAL de Vitória, onde mora
> FORMAÇÃO: cursou História na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).
> PARTICIPA do Projeto Portal há 10 anos e viaja oBrasil dando palestras sobre ciências paralelas e extraterrestres.
> ESTÁ VIAJANDO pela França e Alemanha para pesquisar vórtices (pontos) energéticos nas regiões.


SAIBA MAIS
Projeto com 13 anos de existência
> O PROJETO PORTAL existe há 13 anos e foi fundado por Urandir Fernandes de Oliveira.
> FOI CRIADO em outubro de 1997 e tem sede em Mato Grosso do Sul.
> A SEDE fica no município de Corguinho, a 120 km de Campo Grande e a 19º de latitude Sul, o que facilita e dá condições a ocorrências de fenômenos ufológicos, segundo o grupo.

> EXISTEM 13 núcleos do projeto espalhados pelo Brasil e também no exterior, em Paris, na França.
> PESQUISAM ufologia para compreender o porquê da presença extraterrestre na Terra e, por meio de uma parceria, recebem informações sobre as mudanças planetárias e as transformações que ocorrem com o homem, segundo o grupo.


ANÁLISE
Sérgio Mascarello Bish, professor de Física da Ufes e diretor tecnocientífico do Planetário de Vitória

"Não há comprovação científica"
"O questionamento de que a vida só existe no planeta Terra ou também está presente em outros planetas é antiga.
Não há comprovação científica de que existam seres extraterrestres inteligentes.
Sabe-se da existência de 200 planetas extrassolares, ou seja, fora do sistema solar, semelhantes a Júpiter ou maiores ainda, que são rochosos do tipo terrestres. Esperam-se mais novidades nos próximos 10 a 20 anos.
Do ponto de vista científico, a pesquisa de astrobiologia no âmbito de micro-organismos busca descobrir planetas que tenham atmosfera com presença de oxigênio, ozônio e água líquida porque, com essas condições, poderiam existir seres vivos microscópicos. Em Marte, já foi comprovada a presença de água e micro-organismos.
Nos EUA, existe um projeto há 10 anos, chamado Seti (Search for Extraterrestrial Intelligence), que usa sinal de rádio para captar eventuais sinais de vida inteligente, mas até agora não se descobriu nada."


Fonte: A Tribuna / VITÓRIA-ES | SEXTA-FEIRA, 01 DE OUTUBRO DE 2010 | ANO LXXI | Nº 23.575

Recebi esta informação pela amiga Cida - via e-mail - Ribeirão Preto - SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vídeos

Loading...