Google+ Followers

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Fé e Ciência

1/08/2009 - 15h36

Autor tenta conciliar ciência e fé em novo livro; veja entrevista

da Folha Online

Para o jornalista científico Fred Heeren, a maior prova de que Deus existe é a descoberta da finitude do universo. Mesmo demonstrando que está em paz com a sua fé, o escritor já enfrentou "crises". Um dos resultados desses conflitos é o livro "Mostre-me Deus".

A obra, que foi lançada na última sexta-feira em São Paulo, é o resultado de sete anos de pesquisa. Ela tem como base entrevistas com grandes nomes da ciência como Stephen Hawking e os ganhadores do Nobel de Física: George Smoot e Arno Penzias.




Vida em lua de Saturno

31/08/2009 - 10h21

Brasileiros veem possibilidade de vida em lua de Saturno


MAURÍCIO KANNO
colaboração para a Folha Online

A busca por vida fora da Terra, uma das obsessões do ser humano, acaba de ganhar uma importante contribuição brasileira. A molécula adenina, um dos quatro alicerces do DNA, indispensável para a vida, foi obtida em simulação das condições de Titã, uma das luas de Saturno. O experimento foi realizado no Laboratório Nacional de Luz Síncroton, em Campinas (SP).

Astrônomos revelam vulcões frios na lua Titã, de Saturno
Nasa confirma presença de líquido em lua de Saturno
Lua de Saturno pode ter "vulcões de gelo", dizem cientistas

De acordo com o pesquisador Sergio Pilling, um dos responsáveis pelo trabalho, a descoberta indica a possibilidade, ainda que remota, de vida no local. "As moléculas poderiam culminar nisso se o astro fosse mais quente no passado, ou se houver uma mudança de temperatura no futuro", diz o astrônomo.

Nasa
Imagem da Lua Titã, de Saturno; brasileiros veem possibilidade de vida no satélite
Imagem da Lua Titã, de Saturno; brasileiros veem possibilidade de vida no satélite

A superfície dessa lua é muito fria, da ordem de -200 ºC, de acordo com Pilling. "Nenhum metabolismo que a gente conhece sobrevive a esta temperatura, a não ser em estado embrionário", explica.

Ainda assim, estes são resultados de peso para a astronomia brasileira, diz Diana Andrade, outra pesquisadora responsável pelo estudo. "Todo o trabalho foi feito no Brasil, e é de mesmo nível de algo da Nasa [agência espacial norte-americana]", comemora.

Segundo os autores, a formação das moléculas-chave foi conseguida com radiação mais energética que a convencional utilizada anteriormente.

Outros pesquisadores na Europa e Estados Unidos até conseguiram gerar a molécula de adenina em simulação para Titã, mas foi com feixe de elétrons.


É uma diferença relevante, porque esta lua é na verdade irradiada por fótons de raios-X, que foram os utilizados de forma pioneira no trabalho brasileiro. Isso torna o resultado mais plausível.

Apesar de terem realizado o trabalho quando eram associados à PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro), a dupla de astrônomos acaba de ingressar na Univap (Universidade do Vale do Paraíba), em São José dos Campos (SP), em agosto. Lá, pretendem implementar um núcleo de pesquisas na área e aprofundar os estudos, com possível apoio da Fapesp.

Semelhanças com a Terra

A sonda espacial Cassini, missão conjunta de europeus e norte-americanos, tem revelado uma série de fenômenos em Titã que mostram algum paralelo com aspectos da Terra, como a paisagem de lagos, rios e chuvas de metano --que equivale à água nessa lua de Saturno.

O último aspecto similar ao terrestre apresentado, na Assembleia Geral da IAU (União Astronômica Internacional), no Rio --entre 3 e 14 de agosto--, foi a atividade geológica em Titã: uma espécie de vulcanismo, mas frio.

Em junho passado, cientistas alemães e britânicos revelaram, em artigo publicado na revista "Nature", que Encélado, outra das luas de Saturno, oculta um oceano salgado sob sua superfície do polo sul. O achado pode ter implicações para potencial vida extraterrestre também neste astro.


Fonte: Folha

sábado, 29 de agosto de 2009

Veja o efeito de 10 drogas ao volante

.

Uma demonstração elucidativa de como o corpo reage a 10 tipos de drogas.

Segue a lista traduzida:

1) Heroína
2) Haxixe
3) LSD (Dietilamida do ácido lisérgico)
4) Cocaína
5) Álcool
6) Valium (tranquilizante)
7) Ecstasy
8) Cola de sapateiro
9) Absinto
10) *Todas as combinações juntas


sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Astrônomos detectam planeta em fase final da vida

Editoria: Astronomia / apolo11.com
Quinta-feira, 27 ago 2009 - 09h34


Imagine um planeta 10 vezes mais massivo que Júpiter, mas que orbita tão próximo da sua estrela-mãe que em menos de um dia consegue dar uma volta completa ao seu redor. Esse planeta não é hipotético e está com seus dias contados devido à gigantesca força gravitacional que atua sobre ele. O planeta vai morrer.





Esse estranho e distante mundo, batizado de WASP-18b, foi descoberto recentemente por cientistas da Universidade de St Andrews, na Escócia e segundo seus descobridores deverá ser mortalmente consumido pela estrela, localizada a 1.000 anos-luz de distância.


Forças de Maré
A interação gravitacional entre WASP-18b e WASP-18 cria fortes ondas gravitacionais - chamadas forças de maré - que esticam e comprimem o planeta, modificando sua órbita e fazendo-o "espiralar" em direção à estrela. Os pesquisadores ainda estão calculando a relação entre essas forças de modo a prever com exatidão quando de fato WASP-18-b será definitivamente tragado pela estrela-mãe, mas cálculos preliminares indicam que isso deve ocorrer nos próximos 500 mil anos, um tempo geologicamente muito pequeno.

Segundo o professor Andrew Collier Cameron, ligado ao Projeto Wasp e um dos autores do trabalho, a situação de WASP-18b é bastante bizarra. "No Sistema Solar, a força de maré freia a rotação da Terra e afasta a Lua 4 cm por ano. No caso de Wasp-18b é o contrário: ele orbita a estrela mais rapidamente do que a estrela gira, fazendo com que seja atraído por ela. O resultado é uma queda em forma de espiral, que terminará com o planeta consumido pela estrela antes de tocar sua atmosfera", explicou o pesquisador.

WASP-18-b orbita a apenas 3 milhões de quilômetros da estrela, aproximadamente 2% da distância entre a Terra do Sol. De acordo com Cameron, sua temperatura é de 2.100 graus Celsius


WASP
A descoberta de WASP-18-b foi feita pelo grupo de pesquisadores do Programa WASP (Wide Angle Search for Planets ou Busca por Planetas em Ângulo Largo), da Universidade de Keele, na Inglaterra e publicada esta semana pela revista Nature. Além da descoberta, o estudo também sugere que a estrela WASP-18 tenha aproximadamente 1 bilhão de anos, o que torna a observação de WASP-18-b um caso bastante raro, uma vez que as probabilidades de detecta-lo nesta fase final de sua vida é de cerca de 1 em 1000.

Caso o planeta tenha uma vida tão curta quanto estimado, seu decaimento será claramente mensurável dentro de uma década. "Não sabemos quanto tempo ele vai sobreviver, uma vez que não compreendemos plenamente como funciona os mecanismos de maré do Sol ou outras estrelas. Pode ter 500 mil anos ou meio bilhão de anos, mas espiralando rápido como está, em pouco tempo teremos uma resposta. Só temos que esperar e ser pacientes", disse o cientista.


Arte: Concepção artística mostra o planeta WASP-18-b orbitando a estrela principal WASP-18. O planeta orbita a apenas 3 milhões de quilômetros da estrela e sua temperatura atinge 2.100 graus Celsius. Crédito: Keele University/WASP Program.

Fonte: Apolo11.com

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Materiais de Campanha | Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral

recebi por e-mail e deixo aqui também pra vocês... leitores... amigos... etc.

Materiais de Campanha | Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral - MCCE

http://www.mcce.org.br/node/13

Projeto de Lei importante

recebi de amigos, por e-mail, e deixo aqui...


Caro cidadão brasileiro

Se você é uma pessoa que vive reclamando dos políticos, que assiste a tudo e fica indignado, que sonha com um Brasil mais justo e com um destino melhor, esta na hora de fazer alguma coisa “MEXA-SE”, faltam ainda 400.000 assinaturas para o ”PROJETO DE LEI” de iniciativa popular que visa proibir que políticos com a ficha suja ou tenham renunciado para se safar de serem punidos.
Logicamente que não é tudo, mas é o começo. O abaixo assinado deve ser entregue até o inicio de Setembro/2009, portanto faltam poucos dias.

Entrem no site www.mcce.org.br e confiram, retirem a lista para ser preenchida e enviada para Brasília.

Lembram vocês da fábula do incêndio da floresta “A floresta estava em chamas, os grandes animais corriam para fugir do fogo deixando tudo para trás, de repente a coruja viu um pequeno pássaro indo até um lago que coletava água com o bico e levava sobre o fogo. Indignada a coruja virou para ele e disse... você não conseguira apagar o fogo com esta atitude, então o pequeno pássaro respondeu, não importa, o mais importante é que estou fazendo a minha parte.”

"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer." Albert Einstein

Não mandem a lista sem o conteúdo porque algum experto pode inserir texto diferente. Podem imprimir frente e verso, mas não sem o texto.

Vamos lá pessoal, repassem para vossos amigos também!

Idelfeson Neves Publio

As cinco crianças prodígio mais impressionantes do mundo!

As cinco crianças prodígio mais impressionantes do mundo!

Kim Yong-Ung: com apenas 4 anos, já estava na faculdade e aos 15 já tinha o maior QI do mundo

Nascido em 1962, esse pequeno gênio coreano já lia em japonês, coreano, alemão e inglês com apenas quatro aninhos. Com nove anos recebeu o título de Doutor "Honoris Causa" em Matemática Espacial e Cálculo Diferencial. Aos 12 anos recebeu igual título em Física Nuclear. É considerado o gênio mais completo da história da humanidade. Seu QI: 210, repetimos. Ninguém jamais alcançou tal grau.

Gregory Smith: com apenas 12 anos foi nomeado para receber o Nobel da Paz

Nascido em 1990, esse menino já podia ler com apenas dois anos de idade aos 10, se matriculou na universidade. E quando não estava estudando, Gregory viajava pelo mundo com ativistas buscandoo os direitos da criança. O menino é tão cheio de iniciativas que fundou a International Youth Advocates, uma organização que promove passeatas pela paz e compreensão entre os jovens de todo o mundo. Ele já se encontrou com Bill Clinton e Mikhail Gorbachev e já deu um aulão para os membros da ONU. Por tudo isso, foi nomeado quatro vezes para receber um Prêmio Nobel da Paz. Sua última conquista? A carteira de motorista.

Akrit Jaswal: com sete anos, o menino já era cirurgião

"O menino mais inteligente do mundo": sim, este é como Akrit tem sido chamado. E é fácil entender o motivo. Com um QI do menino é 146, ele é considerado o mais inteligente na Índia e olha que o país possui mais de um bilhão de habitantes.

Em 2000, Akrit executou o seu 1º procedimento médico em sua casa, com apenas sete anos de idade. Ele operou uma menina de oito anos com mão queimada em um incêndio, o que fez com que seus dedos grudassem. Mesmo sem nenhuma formação médica e sem experiência de cirurgia, ele conseguiu desgrudar os dedos e ela foi capaz de utilizar a mão novamente. Com doze anos, Akrit disse estar próximo de descobrir uma cura para o cancro. Agora ele está estudando em Chandigarh College e é o mais jovem estudante da universidade indiana.

Aelita Andre: com dois anos, ela já fazia uma exposição de arte

A pequena Aelita foi descoberta por um diretor de uma famosa galeria de arte, Mark Jamieson, que gostou do que viu nas obras dela e concordou em incluí-la na galeria. Só que o diretor da galeria não sabia que a pintora dos quadros tinha só um ano e dez meses na época. Jamieson colocava convites e anúncios em revistas de arte para chamar mais gente para o evento, apresentando as pinturas. Quando soube que a grande artista era um bebê, quase não acreditou.

Fabiano Luigi Caruana: com 14 anos já era mestre em xadrez

Em 2007, com 14 anos, 11 meses e 20 dias, este menino foi o mais jovem campeão de Grandmaster do xadrez da história da Itália e dos Estados Unidos, pois ele tem dupla cidadania. Atualmente, no ranking da FIDE de 2009, ele tem 2649 pontos,sendo assim classificado como o melhor enxadrista do mundo, com 18 anos.


Qua, 26 Ago, 05h11

Por Redação Yahoo! Brasil

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Cachorra pinta quadros que valem mais de R$ 1.800

Seria uma entrante?

Cachorra pinta quadros que valem mais de R$ 1.800

Dono de Tillie se define como assistente da mascote.
Animal, que tem 10 anos, pinta quadros desde filhote.

Do G1, em São Paulo


Foto: Emmanuel Dunand/AFP

A cachorra Tillamook Cheddar, ou apenas Tillie, da raça Jack Russell terrier, pinta quadros desde que era filhote e colaborou com vários artistas americanos nos últimos anos. (Foto: Emmanuel Dunand/AFP)

Foto: Emmanuel Dunand/AFP

Bowman Hastie, dono da cachorra de 10 anos, se define como assistente da mascote. As peças de Tillie são vendidas em galerias de arte por mais de US$ 1.000 - mais de R$ 1.800. (Foto: Emmanuel Dunand/AFP)


Fonte: G1

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

A melhor manifestação musical do Brasil


Sucesso na Internet,
Os Seminovos lançam canção de protesto

Depois de bombar na Internet com "Escolha já seu nerd" - que já passou dos 600 mil views no YouTube e ganhou a Garagem do Faustão, do programa Domingão do Faustão -, a banda Os Seminovos, que tem na formação o cartunista Maurício Ricardo (Charges.com.br, BBB), retoma a veia política já mostrada em outras canções. A música "Marcha dos Mortos" está se alastrando no Twitter e blogs como um símbolo do protesto contra a impunidade na política.
"O Brasil perdeu R$ 10 bilhões em recursos públicos no ano passado por causa da corrupção. É dinheiro que poderia salvar milhares de vidas", diz Maurício, que é o autor da letra. "Partindo dessa premissa, dá pra afirmar que todo corrupto é um assassino". A música descreve um "protesto invisível dos mortos", dos brasileiros que morreram "por falta de atendimento à saúde e alimentação adequada", explica Maurício, "as vítimas diretas da corrupção". Para ilustrar essa mensagem contundente, o cartunista desenhou e animou um vídeo clipe com imagens fortes, que em menos de dois dias foi visto 10 mil vezes.
Os Seminovos são uma das bandas brasileiras de maior sucesso no meio digital. São 8 milhões de views no YouTube e 300 mil downloads de MP3, sem a máquina de uma gravadora ou execução nas rádios. A banda concorre ao VMB (Vídeo Music Brasil), da MTV, na categoria Web Hit.


sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Menino australiano tem alergia à comida e só come gelo

28/07/2009


Alergia à tudo

Menino australiano Kaleb Bussenchutt que tem raro caso de alergia à comida só come gelo

Foto:Época Kaleb Bussenschutt, australiano que tem alergia à comida

Kaleb Bussenschutt, australiano que tem alergia à comida






















O menino Kaleb Bussenschutt, de 5 anos, mora com a família em Adelaide, no sul da Austrália, mas nunca participa de nenhuma refeição. Ele só pode acompanhar os outros chupando cubos de gelo.



Kaleb tem uma condição raríssima que o impede de se alimentar. O problema foi detectado logo cedo, quando ele mostrou intolerância ao leite materno. Segundo Melissa Bussenschutt, mãe do menino, diz que ela e os médicos tentaram várias dietas ao longo dos anos – sem derivados de leite e até só de alimentos orgânicos –, sem sucesso. Segundo reportagem do jornal britânico The Times, a ingestão de qualquer alimento causava diarreia e, por vezes, vômito em Kaleb. A única coisa que ele pode consumir é água e um tipo especial de limonada.

"Soube que algo não estava bem quando o levei ao hospital e fizeram uma biópsia de seu estômago", disse Melissa. "O exame mostrou que o estômago estava vermelho, inflamado e cheio de úlceras". Com as tentativas de encontrar uma dieta adequada, o sistema digestivo do menino sofreu ainda mais danos. No início, os médicos acharam que ele era alérgico a leite ou soja. Depois, confirmaram que Kaleb tinha múltiplas alergias e intolerâncias e sofria com um severo problema de má absorção de nutrientes.

Kaleb usa uma sonda ligada ao estômago pelo umbigo 20 horas por dia, que o alimenta com uma mistura rica em nutrientes e cálcio. Uma enfermeira ou sua mãe o ajudam a lidar com o equipamento, que pode ser carregado numa mochila, para dar mais liberdade de movimento ao menino.

Mesmo não podendo se alimentar, Kaleb fez questão de um bolo em seu último aniversário. Ele pediu, contudo, que a irmã comesse em seu lugar. O pai, Scott Bussenschutt, diz que o menino sente mais falta de comer pirulito, chocolate e pizza, além de frango assado, alimento que provou uma vez mas que o fez passar muito mal.

Os médicos ainda não sabem explicar a origem do problema do organismo de Kaleb para que ele não consiga lidar com qualquer tipo de comida, mas ainda têm esperanças de que ele consiga, no futuro, degustar os alimentos.


Edição: Raphael Cavalcanti | Fonte: Revista Época

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Astrônomos veem vulcões frios na lua Titã, de Saturno

12/08/2009 - 09h29


RAFAEL GARCIA
enviado especial da Folha de S.Paulo ao Rio

Astrônomos que esperam encontrar um planeta como a Terra estão de olho num lugar outrora insuspeito: Titã, uma lua de Saturno. O satélite entrou ontem na fase de mudança das estações do ano, e um grupo de cientistas espera ver fenômenos que ajudem a reforçar uma nova ideia. Segundo eles, apesar do perfil químico peculiar, Titã é um lugar muito parecido com a Terra.

Pode parecer um contrassenso dizer isso de um lugar sem água líquida e com temperaturas abaixo de 170°C negativos. A sonda espacial Cassini, porém, tem mostrado que o metano --principal componente do gás natural-- é a substância que, em Titã, equivale à água.


Editoria de Arte/Folha Imagem

Por isso, diferentemente da Lua terrestre, Titã não é um deserto estático. A paisagem lá exibe lagos, rios e chuvas de metano, além de uma série de fenômenos com paralelo na Terra.

O último deles, apresentado na Assembleia Geral da IAU (União Astronômica Internacional), no Rio, é a atividade geológica de Titã. Novas imagens da Cassini indicam que aquela lua possui "vulcanismo frio". Sem energia suficiente para produzir lava quente, os vulcões derramam uma mistura pastosa de água com amônia.

Jeitinho brasileiro

Uma das cientistas que estão liderando as descobertas feitas pela Cassini, Rosaly Lopes, é brasileira. Trabalhando há 20 anos no Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, ela espera agora dar mais peso a uma de suas hipóteses. A mudança de estações deve explicar por que os superlagos de metano foram achados só no norte de Titã.

"Agora é inverno lá, e as temperaturas são menores. Quando a situação se reverter, nós acreditamos que esse metano vai evaporar e vai acabar se condensando no sul, onde agora não vemos grandes lagos", disse Lopes à Folha.

Prolongando

A descoberta de que Titã é geologicamente ativo foi um dos principais fatores que levaram os cientistas a pedirem a extensão da missão Cassini, que tinha final previsto para 2010. "Estamos propondo que ela vá até 2017, e acho que a Nasa vai aceitar", diz Lopes.

Mesmo com o adiamento da aposentadoria da Cassini, diz Lopes, uma segunda missão a Titã já está sendo planejada.

"Isso é coisa para daqui a uns dez anos", diz. "Nós queremos colocar uma sonda orbitadora exclusivamente ao redor de Titã, para mapear a lua inteira. Queremos que ela solte um balão com instrumentos para analisar a atmosfera e solte vários módulos de aterrissagem. Seria interessante ter um pouso em um lago, um em zona de vulcanismo e um em dunas."

As descobertas recentes em Titã, além de tornarem seu retrato similar ao da Terra, estão atraindo cientistas que estudam a vida fora da Terra.

Titã não era o alvo principal dos pesquisadores no Sistema Solar, pois há duas luas de Júpiter --Encélado e Europa-- que podem abrigar oceanos. Um ambiente tão dinâmico quanto Titã, porém, poderia dar origem a formas de vida que não dependessem tanto da água.

"Há tantas reações químicas acontecendo na atmosfera de Titã que moléculas orgânicas complexas poderiam ser formadas por acaso", diz Régis Courtain, astrônomo do Observatório de Paris. "O metano poderia ter o papel que a água tem para a vida, e os nutrientes poderiam ser hidrogênio e acetileno. O acetileno é como fast-food para seres simples."

Segundo ele, a água líquida ainda é um diferencial para planetas candidatos à vida, mas não é mais um pré-requisito.

Mesmo a amônia e soluções salinas como as que devem existir em Titã, afirma, podem ter um papel relevante. "Com muita amônia e muito sal, a vida fica difícil, mas um pouco de amônia ajuda a manter a água liquida: é um anticongelante"

terça-feira, 11 de agosto de 2009

"Gêmea" da Terra será vista em dois anos, diz cientista

10/08/2009 - 09h32

RAFAEL GARCIA
enviado especial da Folha de S.Paulo ao Rio

O astrônomo Michel Mayor, da Universidade de Genebra (Suíça), diz que a ciência nunca esteve tão perto de achar um planeta "gêmeo" da Terra fora do Sistema Solar. "Temos grande chance de fazer isso nos próximos dois anos", afirma.

Mayor está hoje no Rio para falar sobre o que aprendeu desde que achou o primeiro exoplaneta (planeta fora do Sistema Solar) conhecido, orbitando a estrela 51 Pegasi, em 1995.

ESO
Desenho do sistema Gl-581 com planeta rochoso; astrônomo diz que ciência está próxima de achar planeta "gêmeo" da Terra

Ele foi pioneiro no uso da técnica para medir o movimento de estrelas analisando distorções na frequência de sua luz -o chamado efeito Doppler. Quando um planeta gira em torno de seu sol, ele o faz "rebolar" um pouquinho, e a velocidade desse rebolado pode ser detectada assim.

Em entrevista num dos intervalos da assembleia da IAU (União Astronômica Internacional), Mayor disse o que espera ver nos próximos anos.

*

FOLHA - O que o sr. veio apresentar no encontro aqui no Rio?

MICHEL MAYOR - Vim mostrar que aquilo que descobrimos nos últimos dois anos foi uma grande população de planetas de baixa massa. Isso significa massas poucas vezes maiores que a da Terra ou a massa de Netuno. Mais ou menos entre 5 e 20 vezes a massa da Terra. Essa população parece ser bastante frequente. Um terço das estrelas de tipo solar tem esse tipo de planeta perto delas.

As propriedades desse novo tipo de planeta são bem diferentes daquilo que vínhamos descobrindo há alguns anos, que são planetas gasosos gigantes. O recorde é um planeta com uma massa 1,9 vez a da Terra. Estamos perto de achar um de massa igual ao nosso.

FOLHA - Como o sr. faz para detectar a presença desses planetas? Existem várias maneiras, não?

MAYOR - A técnica que estou usando é a do efeito Doppler. Nós tentamos detectar mudanças nas velocidades de estrelas devido à influência gravitacional dos planetas. Mas, recentemente, nos últimos dois anos, grandes progressos foram feitos também por pessoas que estão procurando planetas em trânsito na frente de suas estrelas. É possível achá-los porque eles causam uma pequena queda na luminosidade.

Recentemente, houve uma descoberta interessante feita pelo satélite francês Corot, que achou planetas com poucas vezes a massa da Terra. Estou certo de que nos próximos dois anos temos uma chance bastante grande de detectar um planeta com massa tão pequena quanto a da Terra.

FOLHA - Isso vai acontecer com a técnica que o sr. usa ou com as técnicas usadas pelo Corot?

MAYOR - Com as duas. Nós estamos competindo, e as técnicas são complementares.

FOLHA - Alguns poucos estudos relataram ter conseguido ver planetas diretamente. Isso é uma técnica promissora também?

MAYOR - Sim, mas a luz direta é uma técnica bem diferente. Uma vez que o planeta esteja atrás da estrela, você tem uma pequena queda da luminosidade infravermelha. Isso é um tipo de detecção direta. Outra, direta, é a produção de imagem com óptica adaptativa avançada, uma técnica que corrige a turbulência da atmosfera. Aí você consegue ver pontos minúsculos perto da estrela.

FOLHA - Quantos planetas seu grupo detectou até agora desde 1995, quando achou o primeiro?

MAYOR - Grupos do mundo inteiro detectaram até agora cerca de 350 planetas. Eu e minha equipe podemos reivindicar a descoberta de 150 deles.

FOLHA - Agora que vocês conhecem tantos planetas, é possível dizer se o Sistema Solar é especial?

MAYOR - Temos de ser cautelosos com essa pergunta, porque a amostra de planetas que temos na verdade é ainda pequena. Mas, ao que parece, o Sistema Solar não é nem de longe um exemplo típico. Em todos os sistemas nos quais descobrimos planetas gigantes, eles têm órbitas muito excêntricas [ovaladas], enquanto no Sistema Solar elas são mais circulares.

Com relação aos planetas de baixa massa, descobrimos sistemas com diversos planetas com massa da escala de duas Terras, orbitando perto da estrela, o que não existe no Sistema Solar. Então, em muitos aspectos, o Sistema Solar é diferente daquilo que temos visto.

Mas ainda não podemos dar declarações definitivas. A visão que temos ainda é enviesada.

FOLHA - O que fez o número de planetas detectados aumentar tanto desde 1995? Foi o poder dos telescópios ou os astrônomos aprenderam a olhar para os lugares certos?

MAYOR - Os telescópios tiveram avanços importantes, mas não no poder de coletar luz, que está relacionado ao tamanho do telescópio, e sim na instrumentação. Por exemplo, a precisão típica que tínhamos 15 anos atrás, quando descobrimos o planeta 51 Pegasi b [medindo a velocidade de sua estrela-mãe] era de 51 metros por segundo. Hoje chegamos a uma precisão de 3 m/s.

FOLHA - A detecção de um planeta na zona "habitável", onde a água líquida está presente, será possível?

MAYOR - Sim, na verdade, três meses atrás, quando anunciamos a descoberta de um planeta novo em torno da estrela Gliese 581, nós corrigimos os parâmetros orbitais de um planeta a mais nesse sistema. É um planeta com sete vezes a massa da Terra, localizado na "zona habitável" na órbita da estrela.

FOLHA - Os instrumentos já têm capacidade de investigar a química desses planetas?

MAYOR - Já houve alguns avanços na análise da composição atmosférica. Mas estamos longe de ter capacidade de detectar a chamada "assinatura" química que a vida deixaria num exoplaneta igual à Terra.

FOLHA - Quinze anos atrás, quando o sr. achou o primeiro exoplaneta, já imaginava que hoje teríamos conseguido achar mais 350?

MAYOR - Absolutamente, não. Quando descobrimos aquele planeta, era apenas um. Não tínhamos como extrapolar dados para estimar quantos mais poderiam ser detectados. Um ano depois, quando apareceram alguns outros, começamos a pensar: "OK, temos chance de ver mais deles; não é um objeto tão raro". Ainda assim, ninguém imaginava que o campo de pesquisa cresceria tanto. Hoje, há alguns milhares de pessoas trabalhando nisso.

FOLHA - Quando o sr. descobriu 51 Pegasi b, estava procurando planetas deliberadamente ou houve um componente de sorte?

MAYOR - Nós construímos os instrumentos para conseguir captar com precisão as velocidades e, assim como outros astrônomos, tivemos de fazer pedidos de tempo de observação para o comitê que controlava os telescópios. Ainda hoje temos de fazer isso, e sempre está escrito nos requerimentos que a intenção é detectar planetas gigantes. Não foi sorte.

FOLHA - O que está acontecendo de importante sobre exoplanetas aqui no encontro do Rio?

MAYOR - Uma coisa importante é que três anos atrás nós não tínhamos nenhuma comissão sobre exoplanetas na IAU. Quinze anos atrás não existia nada mesmo e, há poucos anos, demo-nos conta de que o campo é muito importante. Hoje já existem inúmeras conferências internacionais sobre o assunto, talvez até demais.


Fonte: Folha Online

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Homem invade programa de Tv e fala de ET (ao vivo)

No meio de um programa na Rede Minas, um homem entra nos estúdios e diz que os ET's são a cura para a gripe H1N1. Isso tudo ao vivo... Reparem bem na cara de assustada da entrevistada!






Continuação da entrevista com Carlos Barrios, sábio e ancião maia


Continuando a entrevista...

sobre Carlos Barrios
Carlos Barrios nasceu numa família espanhola do altiplano na Guatemala. Mora em Huehuetenango, local da tribo Mam dos maias. Com outros maias e guardiães das tradições indígenas, os Mam guardam parte do antigo conhecimento na Ilha Turtle (Am. do Norte). Eles são os guardiãos do tempo, autoridades em calendários antigos, elegantes e relevantes.
- Barrios é um historiador, antropólogo e pesquisador. Depois de estudar com anciãos maias por 25 anos, desde a idade de 19, ele também se tornou um Ajq'ij, um sacerdote cerimonial e guia espiritual, de nome Eagle Clan, Anos atrás, com seu irmão Gerardo Barrios, Carlos iniciou uma pesquisa sobre os diversos calendários maias. Ele estudou com muitos professores. Com seu irmão entrevistou cerca de 600 anciãos maias, para ampliar sua base de conhecimento.
- "Antropólogos visitam templos", diz Barrios, "e lêem as inscrições e imaginam as histórias sobre os maias, mas eles não lêem os sinais corretamente. É pura imaginação. Outros escrevem profecias em nome dos maias. Eles dizem que o mundo vai terminar em dezembro de 2012. Os anciãos maias estão bravos com isso. O mundo não vai acabar. Ele será transformado."
fonte: http://astrology.about.com/od/2012/a/MayanElder.htm



entrevista com Carlos Barrios - terremotos parte 2
Esta é a continuação do resumo de uma entrevista feita com o ancião maia Carlos Barrios pelo jornalista Mitch Battrios, da Earth Changes Media. A primeira parte está lá no início do tópico.

Primeiro uma atualização sobre o assunto dos fortes terremotos. Carlos disse que a costa oeste dos EUA é uma área onde se pode esperar fortes terremotos, de acordo com a interpretação dos anciãos sobre a profecia maia. Numa conversa recente após nossa entrevista, áreas mais específicas foram mencionadas. Para este escritor não foi surpresa. As áreas mais suscetíveis para (forte ou mega) atividade são a Cascadia Subduction Zone que vai do norte da Califórnia através do Oregon e Washington e até a costa canadense do Alaska. A segunda área de maior perigo é o baixo México, América Central e o Caribe. Isso foi dito numa entrevista dois dias antes do terremoto 6.9 atingir o golfo da Califórnia.


A ciência moderna confirma a profecia
Uma dúzia de terremotos fortes (magnitude > 7.0) ocorreram no Caribe, perto de Porto Rico, nas Ilhas Virgens e na ilha de Hispaniola (Haiti e Rep. Dominicana) nos últimos 500 anos, e muitos geraram tsunamis. O mais recente de magnitude 8.1 foi em 1946 e resultou num tsunami que matou 1600 pessoas. Com cerca de 20 milhões de pessoas atualmente vivendo nessa região turística e um forte terremoto ocorrendo em média a cada 50 anos, os cientistas dizem que não é uma questão de se vai ocorrer, mas quando.

Carlos Barrios - o significado da profecia
Carlos lembrou-nos ao longo da entrevista que profecia não é para gerar medo, nem para definir nosso destino. Ela existe para ajudar-nos a melhor preparar para as oportunidades que existem e estão por vir. Os anciãos dizem que o avanço míope da tecnologia e da matéria nos leva a caminhos perigosos.

Carlos ressaltou o enorme poder que o ser humano tem, mas aqueles que estão no poder no 4. mundo criaram um ambiente de auto-desejo, ganância, materialismo, escapismo.
Nas minhas palavras (nota: do jornalista), ele está dizendo que nós somos simplesmente enganados ao tentarmos manter-nos no topo de nossos estilos de vida. Claro que precisamos comer, trabalhar, cuidar das necessidades dos filhos. Mas o modo como estamos estruturados (especificamente nos Estados Unidos) é mais para a "distração". Sem comunidade, sem espiritualidade, sem harmonia com a mãe Terra e com nossos vizinhos.

Nós perdemos o rumo ---- Carlos confidenciou um momento íntimo e me deu permissão para compartilhar: "Os anciãos estão agora tristes e cansados. Nós temos feito tudo o que podemos para compartilhar nossa sabedoria com muitos. Estamos cansados de explicar às pessoas o que está por vir e como nós temos o poder de mudar. Não é culpa dos maias, e de cada indivíduo. O tempo de conversar se foi, o tempo de adorar ou procurar um guru para salvá-lo, ou jogar com a espiritualidade como se fosse um jogo - contando vantagens sobre lugares que visitou ou com quem teve lições... meu professor é melhor do que o seu... esse tempo já se foi!

É chegada a hora de cada pessoa assumir responsabilidades por suas ações individuais. Os anciãos não estão aqui para salvá-los - VOCÊ ESTÁ AQUI PARA SALVAR-SE."


Carlos Barrios: sobre vírus e Barack Obama
(continuação)
Carlos Barrios fala que a profecia maia se refere a 7 vírus que sofreriam mutações e poderiam causar a morte de muitos. Ele fala que "isso pode ter início no fim do outono, mas não chegará totalmente até 2011" o que pode gerar um efeito danoso global.
"Mas tudo depende de nós. Nós podemos mudar o curso. Profecia é apenas um mapa. Nós podemos mudar as rotas que tomamos, o que pode mudar o destino."
A questão é: nós mudaremos? Carlos não tinha nada mais a dizer sobre isso.

Barack Obama:
Fiquei tenso quando Carlos começou a descrever a profecia dos livros sagrados 'Chilam Balam' sobre o 'líder do mundo atual'. Eu tinha me permitido apostar no Obama, com a esperança de que ele fosse realmente uma rocha de integridade, que ele fosse aquele (que nós aguardamos para o 5. mundo) para fazer realmente a diferença. Quando Carlos começou a me falar das profecias dos anciãos, eu pude sentir meu corpo ficar tenso de ansiedade. Medo de que ele nos diria que fomos iludidos, trapaceados, usados. Quando ele disse "nós anciãos acreditamos que ele tenha integridade", eu pude respirar e até mesmo sorrir, como que para dizer "você quer dizer que de fato há esperança, nós podemos mesmo mudar". Então Carlos completou: "Pode haver mudança, mas nós ainda não vemos isso. É o poder interior que está no caminho. Nós não podemos ver se o presidente Obama tomará o caminho da mudança. É muito cedo para falarmos isso".

Sumário do jornalista
(ao final da entrevista com Carlos Barrios)

"Gostaria de pensar que tudo está 'ainda em movimento'. Que nós podemos fazer a diferença. Que podemos mudar nosso futuro. Que não estamos condenados a um destino predeterminado. Podemos mudar o poder (energia) das mudanças terrestres que estão chegando. Justo quando nos encontramos num período de rápida escalação nos eventos de mudança da Terra, tais como terremotos, nós estamos simultaneamente com a habilidade de mudar-nos interiormente. Eu visualizo o signo de Libra, o signo da balança. Quanto mais direcionarmos nossa energia e habilidades para mudar nossas maneiras, menos energia será despejada sobre as mudanças planetárias. Quanto mais mudarmos, menos necessidade terá a mãe Terra de fazer sua limpeza. Se tivermos a firmeza de agir, diminuiremos a necessidade de sermos levados à força de volta ao equilíbrio. O poder de escolha é algo abençoado... vamos esperar que saibamos usá-lo."

Fonte: Earth Changes TV.


Postado na comunidade A PROFECIA MAIA - 2012
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=172058&tid=5366889784739348566&start=1

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Entrevista com Carlos Barrios, sábio e ancião maia


Direto da comunidade A profecia Maia - 2012 (orkut)



Entrevista com Carlos Barrios, sábio e ancião maia
resumo (traduzido) de entrevista feita em 03.ago.2009 com Carlos Barrios, ancião maia e suposto detentor de fontes primárias da cultura maia.

Fonte: Whole-World-Watching (e-group do Yahoo).

Trata-se da primeira parte de entrevista feita pelo jornalista Mitch Battros, da Earth Changes Media, no dia 3 de agosto. Ele esclarece que a profecia maia, como muitos dos textos antigos, não fala em termos de datas exatas relacionadas a eventos. No entanto, Carlos Barrios afirma que os livros sagrados maias 'Chilam Balam' mencionam 20.dez.2012, mas ele alerta que "não é como ligar um botão".

Temas tratados na primeira parte: terremotos, mudança de poder mundial, yellowstone (veja posts na sequencia).


> Terremotos e EUA
- Fortes terremotos na costa oeste dos EUA. Poderia ser na Califórnia, mas é mais provável que atinja o Oregon, Washington e o Canadá. Aguarde por tremores 8.0 e superiores nessa faixa. Possível tsunami na sequência. Carlos diz que os maias sabem de eventos antes e depois de eclipses. Na quinta-feira, 6/ago, há um eclipse parcial da Lua. Os maias acreditam numa reação em 20 dias. Eles prevêem eventos acontecendo a qualquer tempo, especialmente no dia 9 de agosto. Mas é em 2010 que ocorrerão os mais perigosos.

- Carlos descreve-o como "uma energia que não é boa e precisa de equilíbrio". A energia ruim seria por causa da 'cobiça'. Ele diz que os EUA eram o líder do mundo, mas perderam a posição. A consciência tornou-se o dinheiro. Esse era o modo de ser no quarto mundo. Agora os EUA perderam status com muitas nações. Os religiosos se tornaram materialistas. Ele diz que a profecia maia fala que os EUA estão cerca de perder seu status. Os EUA não mais poderão controlar o seu próprio rumo.

- Os maias acreditam que as mudanças que já estão ocorrendo e estão escalando em intensidade vieram para nos ensinar. Se nós soubermos devolver equilíbrio ao mundo,
não precisaremos sofrer como povos nem como nações. Carlos diz que o que virá irá "mexer com o país" (fala dos EUA). Ele estaria se referindo a um abalo tectônico.

- A profecia maia fala que a humanidade precisará reorientar a sua religião (ou espiritualidade), em termos do que é prioritário. Ou somos materialistas, ou somos do espírito, da natureza, do equilíbrio.


> Mudança no poder mundial e busca da integridade
- Muitas traduções dos anciãos dos livros sagrados maias 'Chilam Balam' dizem que uma nova potência mundial virá assumir o lugar dos Estados Unidos. Muitos acreditavam que seria a China, mas os livros sagrados descrevem a Índia como a nova líder. Atualmente, a China é a nação mais rica do mundo, mas por não saber manter o equilíbrio interno, haverá descontinuidade. Carlos Barrios diz que essa descontinuidade vem do próprio povo chinês que demanda mudanças, não de eventos naturais.

- O 'Chilam Balam' nos diz que estamos numa era de guerras, ganância, decepção e falsas religiões. Mas ao movermo-nos para o 5. mundo, 'a terra nos retornará à consciência'. Isso pode significar que a Terra irá corrigir-se. Um tempo de terremotos, vulcões, furacões, tsunamis acontecerá. O Chilam Balam fala que o fim desse ciclo ocorre no dia 20.dez.2012. Mas Carlos lembra que não se trata de 'girar um botão'. a mudança já começou e se intensificará. Nós sempre temos uma escolha. É tempo de retornar à nossa integridade pessoal. Ou podemos lutar para deixar as coisas como estão e resistir à mudança.

- Essa é uma questão confusa. Como alguém vai saber se está lutando pelo que é saudável e produtivo, ou pelo que é auto-derrota e perigo? Somos rápidos na defensiva, ou estamos abertos ao novo? E como sabemos se a mudança é boa para nós, ou se é uma armadilha encoberta? Mais sobre isso mais tarde...


> Yellowstone
- Os anciãos maias não acreditam que veremos algo da 'caldera' yellowstone no futuro próximo. Tudo o que Carlos diz é 'nós vemos que a energia está muito quieta atualmente'.


Nota: O autor promete uma segunda parte para amanhã. Se for do interesse, continuarei traduzindo e postando.
Original em inglês publicado em: http://groups.yahoo.com/group/Whole-World-Watching/

* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

(tradução minha - Everton Lucero)
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=9276718807818163101

Postado na comunidade A PROFECIA MAIA - 2012
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=172058&tid=5366889784739348566&start=1


*** Vamos aguardar novas postagens!!!
.

OVNI é registrado em transmissão de programa da BBC


Veja abaixo o vídeo e a notícia



Webcam da BBC registra ovni durante transmissão de programa


da BBC Brasil - 06/08/2009

Um objeto voador não identificado (ovni) foi visto na webcam do programa "Breakfast News" do canal regional Look North da BBC, na terça-feira (4).

Uma linha prateada passou do canto esquerdo da parte de baixo da tela ao canto direito da parte de cima no momento em que o apresentador Colin Briggs lia as manchetes.

A BBC Look North agora está pedindo aos telespectadores para que eles digam o que eles acham que a webcam mostrou.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vídeos

Loading...