Google+ Followers

Pesquisar neste blog

terça-feira, 14 de abril de 2009

Shows Caros: Quem paga por isso?

Está na moda ouvir axé, sertanejo, rock-pop, etc. Mas, assistir shows, está fora do orçamento de muitas famílias.
O motivo se dá pelas "fortunas" que os artistas cobram para fazer shows. Claro, eles podem pedir o quanto quiserem. Só paga quem quer!.
Mas acontece que, muitos artistas "da moda", como Ivete Sangalo, Cláudia Leitte, Nx-Zero, Cezar Menotti e Fabiano, entre outros, tem um cachê para shows convencionais, nada menos que R$ 100 mil "o mais barato". Isso sem contar as despesas, pois se for show corporativo, alguns nomes podem chegar a mais de R$ 1 milhão. Pouco, Não?
Recentemente a Volkswagem realizou um show com a poderosa Ivete Sangalo para o lançamento do novo Gol e o mesmo custou em torno de 1,5 milhão de reais. (Só o show)
Comenta-se que a festança custou R$ 8 milhões aos cofres da Volks, dinheiro gasto com cachês, transporte de convidados (que vieram de toda a América Latina), alimentação, brindes e infra-estrutura, entre outros.
Levando em consideração os custos desses shows, somente mesmo com as festas dos municípios, como "aniversário da cidade" é que uma família poderia ou poderá, desfrutar de um show de renome. Mas, havia uma outra opção, mesmo que este envolvesse a política do nosso país, foi quando existiam os showmícios, nas campanhas políticas que tinham "megashows" e toda família também podiam aproveitar o show, sem mesmo ser interrompido pelos candidatos, pois os artistas tinham um termo que "o show não poderia ser parado para o candidato/contratante pronunciar".
"Eta época boa essa, que o presidente Lula deixava todos trabalharem e divertir, sem excluir os trabalhadores". Coisa essa que não ocorre mais, graças ao atual presidente, onde tirou o direito da classe artística de trabalhar, entre outras.
Então, uma família que recebe salário mínimo e que tenha 1 ou mais filhos, não tem condição de pagar por ingresso e levar a família para ver um show, sendo que a entrada individual podem chegar, no caso do show da Ivete Sangalo, em torno de R$ 80 reais.
No caso de Festas do Peão, com apoio de patrocinadores, esse valor pode ser reduzido pela metade, mas lembrando que tem aquela lei que "estudande paga meia entrada", onde isso acaba dificultando um planejamento, por não ter uma média real do número de estudantes, e claro, criando mais uma dificuldade ao salariado em levar sua família, pois os valores, em muitos casos, são alterados, pois se tem estudantes, a coisa complica.
Não sei porque existe essa lei, que por eu ver, parece preconceituosa, dando direito somente para algumas classes (sejam sociais ou não) e que tem condições SIM de pagar para entrar.
"Afinal, estudande é para estudar e não só viver em festas." Essas palavras são de pais de estudantes, revoltados, que uma vez se lamentaram de seus filhos, por frequentarem Festas Raves e deixando o mais precioso de lado: o estudo!

Enfim, todos tem o direito de cobrar o cachê que quiser, pois é oferecido pelos grandes artistas, uma estrutura de toneladas de equipamentos, para ser produzido um belo show de som, luz e imagem.

Então, você já sabe quem paga por isso...


Fonte: Fiek

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vídeos

Loading...