Google+ Followers

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Moradores voltam a temer Ovnis em Itatira

SERTÕES DE CANINDÉ (11/4/2009)

Os 17.689 habitantes de Itatira estão evitando andar a noite pelas estradas com medo dos objetos não identificados

Itatira. Os Objetos Voadores Não Identificados (Ovnis) estão de volta a esta cidade, nos Sertões de Canindé. Moradores das localidades de Contendas, Arisco, Conjunto Novo e Volta da Jurema estão apavorados com a presença dos objetos que voltaram a ocupar o espaço nos céus da região, nos últimos dois meses. Os 17.689 habitantes estão evitando andar à noite pelas estradas.

Donas-de-casa, agricultores, estudantes, comerciantes, vaqueiros e motoristas afirmam que já viram objetos luminosos durante a noite em cores azul, vermelha e amarela. Todos na região descrevem da mesma maneira. O objeto se move rápido, irradia uma luz forte, provoca um calor enorme e não emite barulho.

Segundo a estudante Luciana Cristina, 17 anos, que reside na comunidade de Contendas, o objeto luminoso surge do nada e irradia uma luz de cor laranja bem forte a ponto de aumentar a temperatura do corpo em segundos. “Foram diversas aparições, mas só consegui fotografar uma, no dia 28 de março, às 20h30, deste ano”, disse. “Muitas pessoas já viram esse objeto estranho, não sabemos precisar o que realmente é, mas que deixa muito medo”.

O vaqueiro Adenil Braga dos Santos, 34 anos, ficou três dias sem dormir impressionado com o que viu numa viagem a cavalo de Marcajá, região de Santa Quitéria, para sua residência, no Conjunto Novo, na sede de Itatira. “Era uma luz de cor vermelha, que emitia um calor intenso e, quanto mais eu corria, mais ela me seguia, foi uma noite de pânico”. Quem também jura que viu o objeto luminoso é o evangélico Maximiano Carmo, 82 anos. Segundo ele, uma luz emitiu uma onda de calor sobre ele. “Meu neto gritou: vô, olha a luz e quando olhei para cima desmaiei devido à quentura sobre meu corpo ser acima do normal”.

Formato do objeto

Em Contendas, Maria Gomes Anunciação, 73 anos, descreve o formato do objeto. “Uma luz vermelha que clareou a madeira, foi jogada sobre meu corpo. Tive que me abrigar sobre uma árvore para evitar o pior”, conta ela, que vinha da casa de uma amiga. Sua filha, Maria José Duarte, 43 anos, diz que já viu três vezes. “Começou pequena, do tamanho de uma estrela, com uma cor avermelhada, depois foi formando, aumentou e ficou azul paralisado no ar e após ficar cinza sumiu”.

Um depoimento que chama atenção é do empregado da Prefeitura de Itatira, Antônio Cavalcante, 39 anos. Ele disse que viu o objeto na localidade de Volta da Jurema. “É tipo um avião de 3 a 4 metros de comprimento. Redondo e comprido. A sua fuselagem é cor prata, tem vidros azuis na frente e um trem de pouso preto”. Ele chegou a desenhar o objeto para provar o que viu. “Emite uma luz vermelha que causa calor intenso, tem cor azul”. Segundo ele, a perseguição durou em torno de 23 minutos. “Fiquei com muito medo. Esse jogo de luz me causou problemas até para dormir. Estou sem conseguir repousar tranquilo há três meses”, contou.

José Wilson, da comunidade de Ariscos, perdeu o tempo da marcha de sua moto ao ser perseguido pelo objeto luminoso e teve que jogar o transporte dentro do mato. “Este aparelho, que não sei explicar o que é, ficou jogando uma luz forte sobre minha moto por mais de 15 minutos. Fiquei escondido debaixo de uma árvore. O diâmetro da luz gira em torno de 8 metros, e tomou toda a estrada”, disse. “Quando tentei ir para casa, a bateria da moto estava descarregada”.

O ufólogo Agobar Peixoto explica que, de 10 em 10 anos, os objetos se concentram numa área, fazendo uma varredura no Ceará. Esses objetos são do tamanho de um carro normal e emite uma energia luminosa muito forte.

Segundo o presidente do Centro de Ufologia Brasileira, Milton Dino Frank Júnior, é importante explicar que Ovni, como o nome sugere, é um objeto voador não identificado e não necessariamente uma nave espacial ou qualquer outra coisa extraterrestre. “Quem trabalha com ufologia não são caçadores de ET (extraterrestre). A ufologia se preocupa com a segurança do espaço áereo”. Para ele, o relato das testemunhas é muito mais importante do que os registros de fotos ou filmagens, por mais que esses relatos não possam ser usados como provas científicas.

Em Itatira, já foram registradas 273 aparições de 21 de novembro de 2008 até a data de 8 de abril de 2009.


Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vídeos

Loading...